-

Para a autora, a dramaturga Camila Appel, a morte é o próximo tabu --depois do sexo-- a ser quebrado. Blog traz informações, entrevistas e o desenvolvimento do tema pelas diversas áreas do pensamento.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Cemitério faz aula aberta de ioga

  “Cemitério também é lugar para falar de vida. É onde guardamos a memória e a história dos nossos entes queridos e, ao homenageá-los, valorizamos o legado deles, fazendo viver em nós. Cemitério nos traz, também, a certeza da importância de valorizar o momento presente e quem amamos. Por isso, olhar para a finitude, ou(…)

Relato: um Dia dos Pais sem pai

A assistente social Marina Rocha Toledo Piza, 25 anos, escreveu ao blog para compartilhar um depoimento sobre a morte de seu pai. “Desde que meu pai morreu, muitos amigos também passaram por situações parecidas e sempre vieram me procurar, me sinto quase que na obrigação de ajudar outras pessoas e enfrentar essa fase tão complicada”, introduz(…)

Uma música indecente

Sobre a “Marcha Fúnebre” de Chopin Estava eu no trânsito, escutando a Rádio Cultura FM (103,3 em São Paulo) quando começou a tocar a “Marcha Fúnebre”, do compositor polonês-francês Frédéric Chopin (1810-1849). Um lindo dia de sol e eu enfurnada numa lata de rodas ao som da famosa trilha da morte. Quando começou aquele tan,(…)

É possível salvar Charlie Gard?

“Pode-se imaginar o enorme sofrimento dos pais de Charlie. Sofrimento que possivelmente tem bases em um dos assuntos mais complexos para todas as culturas do mundo: a morte e o morrer. O medo do desconhecido, a sensação de impotência e a esperança de um milagre sustentam a religiosidade e a ciência nesse assunto. A religiosidade,(…)

O Direito do Corpo Morto

Hoje, partimos do pressuposto de que o corpo morto não tem direitos. Ele pertence à família, que pode fazer o que bem entender com o corpo. Ou ao Estado, no caso de não haver uma família requisitando aquele corpo. A família pode, por exemplo, decidir não doar órgãos, independente de ser uma vontade explícita do(…)

Matar ou morrer, a cultura da polícia militar no Brasil

O protestos realizados na tarde desta quinta-feira (24), contra o presidente Michel Temer, voltaram a desencadear uma imagem recorrente no noticiário brasileiro: a de uma polícia fria e violenta. Há poucas semanas, eram as fotos da agressão ao estudante Mateus Ferreira, em Goiânia. Na manhã de ontem, ações na cracolândia e, hoje, temos o emblema(…)

O Último Abraço

Nelson Golla já não aguentava mais assistir, impotente, a situação de sua mulher quando decidiu explodir uma bomba caseira abraçado a ela em uma clínica de idosos na zona leste de São Paulo. “Não foi um ato de loucura” ele escreveu em uma carta. Para ele, era um ato de amor. “O Último Abraço” (Ed.(…)

Como ter uma morte melhor

Capa da “The Economist” dessa semana traz o título “How To Have a Better Death” (Como ter uma morte melhor) e o subtítulo “Death is Inevitable. A Bad Death is Not” (a morte é inevitável, a morte ruim não é). Assunto muito presente aqui no blog, a reportagem da revista debate sobre o que seria(…)

Blogs da Folha