Arquivo - Tag: Crônicas

Você é normal?

E aí, você é uma pessoa… normal? Você se considera típico, mediano, adequado? Você estaria na média de uma curva estatística? O que é uma pessoa normal, afinal de contas? Às vezes me questionam se eu sou uma pessoa normal, por ter um blog que fala sobre morte. Não tenho dúvidas de que o conceito de(…)

A morte e o sexo

“La petite mort”, dizem os franceses quando se referem ao orgasmo. Nele há o escape de uma vida e o instinto de criação de outra. Os amantes esvaziam-se. Exaustos (nas nossa melhor imaginação),  contemplam a finitude e podem sentir a melancolia de um fim. Se o orgasmo é uma pequena morte, sexo é morrer junto.(…)

A esperança e a amargura

“A esperança e a amargura… são parecidas”, escreve Milton Hatoum em “Dois Irmãos” – livro que estreará em formato de minissérie na TV Globo, em janeiro. Passei alguns dias tentando “não sentir” o mundo. Meu objetivo era tentar não alimentar esperanças, nem amarguras. Estou acostumada a ler jornal com um lenço na mão de tanta(…)

Raiva e luto na direita americana

A socióloga americana Arlie Russel Hochschild passou os últimos cinco anos entrevistando grandes apoiadores de Trump em uma região ultra conservadora dos Estados Unidos, a Luisiana, para tentar entender suas posições. O livro “Strangers in Their Own Land” (estranhos em seu próprio país, em tradução livre) é o resultado desse estudo e foi considerado pelo(…)

A um querido moribundo

Imagino que haja pouco movimento no seu quarto da UTI. Além de um bipe em ritmo, bipe, bipe, bipe, marcando um compasso melancólico. O som das máquinas pode lembrar a introdução de um tango sofrido.  Todo tango é uma despedida. Como esse bipe do quarto que pode ser sua morada final. Tenho a impressão de(…)