Arquivo - Categoria: A morte segundo as religiões

A morte segundo o judaísmo

Para o rabino Adrián Gottfried, a morte faz parte da vida. A separação entre morte e vida seria fruto da cultura moderna. “É algo relativamente novo e está vinculado ao processo de passarmos a morrer nos hospitais”, ele diz. Com licenciatura e mestrado em Sociologia pela Universidade Nacional de Buenos Aires, esse rabino de origem(…)

A morte segundo o Budismo da tradição Bon

O Budismo da tradição Bon é “a mais antiga tradição espiritual do Tibet e inclui ensinamentos e práticas aplicáveis a todas as partes da vida, incluindo nossa relação com as qualidades elementais da natureza, nosso comportamento ético e moral, o desenvolvimento do amor, da compaixão, da alegria e da equanimidade”. Essa afirmação é da Ligmincha(…)

A morte segundo a conscienciologia

A conscienciologia coloca-se como o estudo integral da consciência. O termo foi proposto publicamente pela primeira vez em 1981 por um conjunto de pesquisadores liderados pelo médico brasileiro Waldo Vieira, morto no ano passado. Partem do princípio de que a consciência é independente do cérebro e teria a capacidade de se projetar para fora do(…)

A morte segundo Frei Betto

“Morrer se tornou uma falta de aducação”, diz Frei Betto nesta entrevista realizada por e-mail e complementa: “nessa cultura da glamourização do corpo, para a qual a velhice é humilhação, tentamos nos convencer de que somos imortais….”. Ele prefere usar a palavra transvivivenciar para se referir à morte, e ao ser questionado sobre qual título(…)

A morte segundo o espiritismo

O que dizem as religiões sobre a morte? O blog inaugura uma série de artigos com entrevistas com referências dos diversos dogmas. Chamados de doutrina, filosofia, ciência ou religião, são ideias que guiam nossa concepção do que é a morte e o que vem depois dela. Mesmo quando as rejeitamos. A iniciativa parte de uma opinião(…)

Adeus à carne

Uma possível origem da palavra Carnaval é “carnis levale”, adeus à carne, ou retirar a carne, em latim. Ele é um festejo para se despedir de prazeres mundanos antes de iniciar-se a quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas. A quaresma é um período de limpeza física e espiritual que antecede a Semana Santa –(…)

A origem do Halloween e do Dia dos Mortos

Muitas crianças adoram o Halloween porque é uma data divertida, com fantasias, atividades lúdicas e doces, muitos doces. Apesar de não ser uma festividade brasileira, clubes e escolas organizam eventos de Halloween. Perguntei a uma amiga, que estava levando as crianças para um evento desses, o que elas pensavam que era o significado desse dia.(…)