Arquivo - Categoria: Bastidores da morte

Oração ao tempo

Conversando com uma empreendedora funerária, fiquei sabendo que poucas pessoas deixam orientações sobre a música que deve ser tocada durante seu funeral. No Cemitério Horto da Paz, por exemplo, é possível escolher uma música para acompanhar a descida do caixão, durante a cerimônia de cremação. Sem tempo nem cabeça para pensar no assunto, os familiares(…)

É possível ser enterrado vivo?

Vira e mexe aparece uma notícia de alguém enterrado vivo. Em 2014, repercutiu a história de uma grega que foi declarada morta pelos médicos que a tratavam de um câncer e colocada debaixo da terra. Após a cerimônia do enterro, um grupo de crianças que brincavam no cemitério ouviram seus gritos e chamaram ajuda. Ela(…)

Um hotel para os mortos

Aparentemente, não há razão de existir para um hotel onde os hóspedes são defuntos e não casais em lua de mel. Mas no Japão há sim e o motivo é simples: a fila de espera do crematório chega a quatro dias, levando famílias em busca de alternativas a deixar o corpo em casa, aguardando. O(…)

Confissões do crematório

A norte-americana Caitlin Doughty abraçou uma missão: desmitificar o tabu da morte. Com seu canal no YouTube, o “Ask a Mortician”, ela apresenta vídeos curiosos sobre a indústria da morte usando humor afiado e sagacidade. E usa a escrita para apresentar o leitor a um setor pouco conhecido do público em geral – os bastidores(…)

Cartilha jurídica do luto: orientações práticas e jurídicas aos familiares

A partir de amanhã (8) teremos acesso online gratuito a uma cartilha jurídica do luto. Organizada pela FGV Direito Rio e pelo Instituto Mães Sem Nome, o documento se propõe a esclarecer providências a serem tomadas quando alguém próximo morre. São ações relacionadas a questões funerárias, patrimoniais, sucessórias e securitárias.  Por exemplo: enterro, cremação, procedimentos junto(…)

Depoimento de Nina Maluf – tanatopraxista e professora do setor funerário

Nina Maluf atua nos bastidores da morte. Oferece cursos sobre sua área de atuação, como tanatologia, necromaquiagem e reconstrução facial – seu predileto. Mãe de quatro filhos, trabalha em casa e acha natural ver as crianças brincando de “enterrar”, pois o assunto deve ser tratado com naturalidade e a cultura do preconceito com a morte,(…)

Conheça o velório drive-thru

Existem pelo menos duas funerárias no mundo que optaram pelo drive-thru para seus velórios. O caixão fica exposto enquanto os visitantes desfilam em seus carros, dão uma espiadinha, quem sabe comentam sobre como a pessoa parece pacífica, do que morreu, se sofreu, assinam o livro de visitas e seguem para o próximo compromisso. Hoje em(…)