Arquivo - Categoria: Testamento Vital

Itália aprova lei sobre testamento vital e cuidados no final da vida

Após mais de dez anos de discussão, a lei n 2801 que legaliza o testamento vital, foi aprovada na Itália, nessa quinta-feira (14). A lei também aborda cuidados paliativos, o alívio da dor e reconhece que nutrição artificial e hidratação artificial são considerados tratamentos de saúde, podendo ser rejeitados. Também deixa claro que a vontade do(…)

A vontade do paciente deve prevalecer sobre a do médico e a da família?

A Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (FEHOESP) divulgou nesta terça-feira (12) os resultados de uma pesquisa inédita. A Federação queria saber a opinião da sociedade sobre o testamento vital e descobriu algo que pode parecer óbvio, mas é bem complexo. Para 96,4% dos 716 participantes, a vontade do paciente(…)

Após regulamentação, cresce 771% o número de testamentos vitais lavrados no Brasil

Testamento vital é uma nomenclatura emprestada do “living will” da língua inglesa, que se refere mais a um “desejo em vida” do que a um testamento em si. O “will” foi traduzido como testamento gerando uma leve confusão. Ele é uma ferramenta para manifestar vontades sobre tratos médicos no final da vida, no caso de estarmos(…)

Brasileiros aderem a documento que guia tratamentos no final da vida

O testamento vital tem atraído mais atenção daqueles preocupados com autonomia no final da vida. O documento tem o objetivo de registrar vontades relativas a tratamentos médicos em caso de doenças fora de perspectivas de cura. Ele não é apenas destinado a garantir a suspensão de procedimentos, como a não reanimação ou não ser submetido(…)

E se eu morrer?

Se eu morrer, tudo o que eu tenho passa para alguém. O testamento é um instrumento para dizer o que vai para quem, para que essa divisão não seja apenas feita de acordo com o definido por lei. Culturalmente, já foi evitado por ser visto como um presságio de morte, como se falar sobre testamento(…)

“Não é uma questão de morrer cedo ou tarde, mas de morrer bem ou mal”

A frase do título desse post é do filósofo Sêneca. Encontrei-a no portal on-line Testamento Vital. Criado por Luciana Dadalto, ele é o mais completo do tema no Brasil. O site oferece informações sobre esse instrumento, além de um banco de dados para cadastro de testamentos vitais, o Rentev – Registro Nacional de Testamento Vital,(…)